Adesão obrigatória de produtores rurais à nota fiscal eletrônica é adiada para 2025

Adesão obrigatória de produtores rurais à nota fiscal eletrônica é adiada para 2025

O Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) adiou a obrigatoriedade da Nota Fiscal Eletrônica, de produtores rurais, para o dia 2 de janeiro de 2025.

Originalmente prevista para iniciar em 1º de maio, a transição para o novo documento fiscal estava agendada para operações interestaduais do setor agropecuário e produtores rurais com faturamento superior a R$ 1 milhão em 2022. Para outros casos, a implementação estava marcada para 1º de dezembro. Agora, ambos os prazos foram estendidos para 2 de janeiro de 2025.

O adiamento se dá em decorrência das fortes chuvas no Rio Grande do Sul, que causaram alagamentos e comprometeram a capacidade de adesão dos produtores ao novo sistema nos prazos inicialmente previstos.