Versatilidade da cultura de aveia faz aumentar área plantada no Brasil

​​​​​​​No Rio Grande do Sul, a cultura de aveia ocupava uma área de 98 mil ha em 2010 e chegou em 299 mil ha em 2020, segundo a Conab

Versatilidade da cultura de aveia faz aumentar área plantada no Brasil

A cultura da aveia sempre esteve presente nos sistemas produtivos dos agricultores brasileiros, principalmente pela sua versatilidade. É possível utilizá-la na diversificação dos sistemas produtivos, seja para cobertura vegetal, que faz a proteção dos solos agrícolas, seja para a produção de grãos, tanto para a alimentação humana, com grande valor nutricional, quanto para a produção de alimentos para os animais, além de poder ser ofertada a esses em forma de forragem verde, feno ou silagem.

Nos últimos 10 anos, a cultura da aveia teve um grande aumento em área plantada. No Brasil, passou de 154 mil hectares em 2010 para 430 mil hectares em 2020. No estado do Rio Grande do Sul, a cultura ocupava uma área de 98 mil ha em 2010 e chegou em 299 mil ha em 2020, de acordo com dados divulgados pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Os dados revelam que esta cultura vem tendo cada vez mais importância, sendo mais empregada pelos agricultores. “Além da importância na alimentação humana e animal, a cultura, de acordo com as indicações técnicas da aveia, publicadas em 2013, ainda tem um relevante papel no sistema de plantio direto pela sua alta capacidade de produção de palhada”, afirma o coordenador da Faculdade de Agronomia da Setrem, Marcos Caraffa.

Além disso, houve ainda aumento na produção, segundo dados da Conab. Em 2010, o Brasil produziu 379 mil toneladas. Este número subiu para 1.096 mil toneladas em 2020. “Estes avanços relevam o quanto a aveia tem sido foco de pesquisas que visam o melhoramento das cultivares e dos manejos para que o seu desempenho seja cada vez melhor, proporcionando resultados satisfatórios para os agricultores brasileiros, beneficiando, consequentemente, toda a sociedade por meio do desenvolvimento desta cadeia produtiva”, destaca Caraffa.

É com foco neste contexto que a Faculdade de Agronomia da Setrem organiza, no ano de 2021, juntamente com a Comissão Brasileira de Pesquisa da Aveia, a 40ª Reunião da Comissão Brasileira de Pesquisa da Aveia. O evento acontecerá na modalidade online, de 30 de março a 1º de abril. A edição vai dar ênfase nas discussões sobre aveia forrageira e grãos para alimentação animal, considerando a realidade regional. As inscrições podem ser realizadas em setrem.edu.br/aveia até 15 de março.

FOTO: Rodrigo Danielowski/Setrem