Sementes Cotrirosa com selo de qualidade

A certificação foi entregue pela Bayer para dez, das 60 empresas que tem a máquina de tratamento de sementes instaladas em todo o Brasil

Sementes Cotrirosa com selo de qualidade
Sementes Cotrirosa com selo de qualidade
Sementes Cotrirosa com selo de qualidade

A central de tratamento de sementes da Cotrirosa recebeu o selo de excelência Bayer SeedGrowth no tratamento de sementes.  A certificação foi entregue pela Bayer para dez, das 60 empresas que tem a máquina de tratamento de sementes instaladas em todo o Brasil.

De acordo com o engenheiro agrônomo da Cotrirosa, Jairton Dezordi, esse reconhecimento é o resultado de um trabalho profissional e de muita seriedade junto ao processo. “As sementes Cotrirosa recebem um tratamento através de uma máquina que permite perfeição, com produtos na linha de fungicidas e inseticidas que garantem boa proteção da semente no campo; na linha de polímeros, com recobrimento adequado aos produtos aplicados sobre a semente, fazendo com que a mesma receba de forma uniforme os ingredientes ativos que são colocados nela”. Dezordi afirma ainda que o selo recebido é a certeza que o produtor encontra qualidade que vai além da semente, a garantia de que as Sementes Cotrirosa são de alta performance e permitem uma maior rentabilidade na hora da colheita.

Para a representante técnica de vendas Bayer, Fabiele Peter, cada semente conta, por isso a Bayer busca valorizar e diferenciar os parceiros que alcançaram este padrão de excelência. “A Cotrirosa atendeu a todos os critérios deste processo de avaliação, sendo mensurada sobre todo volume de sementes tratado e atingindo a acuracidade mínima de 98%. Ela é merecedora do nosso reconhecimento. Isso mostra o comprometimento com nosso agricultor e com a sustentabilidade, pois cada semente leva a quantidade exata de ativo, assegurando um excelente início de safra”, destaca Fabiele.

A Cotrirosa atua com a central de tratamento de sementes desde 2015 com a industrialização de sementes de soja, trigo e milho. Em outubro de 2020, a Cooperativa duplicou a capacidade da central de tratamento através da instalação de uma nova máquina.