Produtores de leite da Cotrirosa geram mais de R$ 9,5 milhões em retorno para municípios da região

Produtores de leite da Cotrirosa geram mais de R$ 9,5 milhões em retorno para municípios da região

Valor adicionado de ICMS foi gerado pela CCGL, referente ao leite entregue pelos produtores da Cotrirosa

Os municípios que atuam com a Cotrirosa, na entrega de leite à Cooperativa Central Gaúcha (CCGL), por meio de convênio com o município de Cruz Alta, receberam valores adicionados do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) gerados pela indústria. O valor que retorna aos municípios onde a Cotrirosa atua na captação de leite totaliza R$ 9.510.834,00. As cooperativas têm papel fundamental nas comunidades e região onde atua, gerando desenvolvimento e renda.

Confira os valores redistribuídos, por município de captação de leite:

Cerro Largo - R$55.048,97

Giruá - R$327.024,31

Guarani das Missões - R$69.505,29

Porto Lucena - R$377.371,72

Santa Rosa - R$653.079,86

Santo Cristo - R$2.415.821,33

Tucunduva - R$1.416,14

Tuparendi - R$104.114,68

Alecrim - R$1.082.811,61

Campina das Missões - R$2.079.454,93

Cândido Godói - R$1.217.608,65

Porto Xavier - R$29.321,75

São Paulo das Missões - R$187.699,12

Novo Machado - R$112.953,52

Porto Mauá - R$156.821,36

Porto Vera Cruz - R$94.012,38

Salvador das Missões - R$317.166,88

São Pedro do Butiá - R$52.034,74

Senador Salgado Filho - R$102.943,74

Ubiretama - R$73.623,08

No total, entre todos as cooperativas que integram a CCGL, durante o ano de 2022, a indústria de lácteos teve um valor adicionado de ICMS de R$ 166.641.605,00.

Ainda, vale ressaltar que o leite captado pela Cotrirosa está entre os três melhores captados pela CCGL, entre 17 cooperativas do Rio Grande do Sul.