Em projeto inédito, Rede Técnica Cooperativa realizará monitoramento de praga em todo o Estado

​​​​​​​Trabalho visa minimizar os estragos da Cigarrinha do Milho nas lavouras gaúchas

Em projeto inédito, Rede Técnica Cooperativa realizará monitoramento de praga em todo o Estado

A Rede Técnica Cooperativa (RTC), através do setor de entomologia da CCGL, deu início ao projeto de monitoramento de Cigarrinha do Milho (Dalbulus maidis) em 31 municípios do Rio Grande do Sul.

A Cigarrinha do Milho é um inseto sugador de 5 mm de tamanho, que em sua alimentação na planta, além do dano direto, é vetor do complexo de enfezamento, que pode levar à perda de mais de 90 % nas lavouras de milho.

Conforme o Pesquisador da CCGL e responsável pelo setor de entomologia da CCGL, Glauber Renato Stürmer, esse trabalho visa monitorar a população de Dalbulus maidis e antecipar as recomendações de manejo mais assertivas aos agricultores e assistentes técnicos, evitando perdas potenciais nas lavouras gaúchas.

A RTC e a Coopermil estão engajadas no desenvolvimento desse projeto nas cidades de Dr. Maurício Cardoso, Santa Rosa, Cândido Godói e Santo Cristo, os dados ajudarão todos os seus produtores associados a melhorar a tomada de decisão.

Segundo o Supervisor Técnico da Coopermil, Engenheiro Agrônomo João Gabriel Dias está é uma importante ferramenta que a Coopermil através da RTC irá utilizar para trazer maior rapidez na identificação da presença desta praga. As regiões para o monitoramento foram estrategicamente escolhidas pela presença da cultura do milho a maior parte do ano, devido à forte produção leiteira e de grãos. Os dados gerados por este trabalho conjunto irão proporcionar ao produtor associado da Coopermil estar preparado para fazer o controle logo no início do ataque, evitando grandes perdas e gerando economia na condução da lavoura de milho".

Para mais informações sobre essa e outras pesquisas desenvolvidas pela RTC, entre em contato com as unidades da cooperativa.