A última semana foi excelente para o crescimento de pastos

​​​​​​​Apesar da época, as pastagens de verão de campos nativos continuam ofertando volumoso

A última semana foi excelente para o crescimento de pastos

As pastagens perenes de verão, como tífton e campo nativo, reduzem a capacidade de rebrote, mas como ocorreu apenas geada fraca e as temperaturas foram amenas, continua o rebrote, ainda proporcionando pastejo de bovinos. Apesar da época, as pastagens de verão de campos nativos continuam ofertando volumoso. O clima da semana foi favorável para essas espécies, e a resposta em rebrote foi razoável.

Já os campos nativos nos Campos de Cima da Serra apresentam péssimas condições e volumes; resta apenas macega de péssima qualidade para os bovinos se alimentarem. A geada agravou mais ainda a situação dos campos naturais.

As condições climáticas da semana, com temperaturas amenas, boa radiação solar e ótima umidade do solo, favoreceram as pastagens de inverno formadas por aveia, azevém e trigo duplo propósito, apresentando excelente desenvolvimento, melhorando a atividade fotossintética e por consequência aumentando a área foliar e o volume ofertado. Na regional da Emater/RS-Ascar de Soledade, em locais nos quais ocorreram maiores volumes e melhor distribuição de chuvas em maio, as pastagens de aveia foram diferidas com a retirada dos animais. Essas pastagens se recuperam e apresentam ótimo rebrote. Porém, as pastagens no geral ainda estão atrasadas; houve atraso na semeadura devido ao longo período de escassez de chuvas. Produtores continuam tendo cuidado com o pastejo das áreas de aveia, controlando a lotação de animais para evitar perdas de pasto por pisoteio.

Piscicultura - Nas regionais da Emater/RS-Ascar de Erechim, Ijuí e Santa Rosa, a boa quantidade de chuvas das últimas semanas melhorou e mesmo normalizou o nível das águas dos açudes. Na de Ijuí, o aumento do volume de água nos tanques possibilitou a despesca de espécies de carpas destinadas aos pesque-pague. É baixa a comercialização de pescado das espécies de carpas. Já na de Passo Fundo, as chuvas ainda não foram suficientes para reestabelecer o nível total de todos os reservatórios utilizados para a criação de peixes. Nesse período de entressafra, os produtores realizam adequações e manejo dos açudes para a próxima safra. Foi registrada a ocorrência de endoparasitas durante despesca em alguns tanques.

A elevação da temperatura em relação à semana anterior propiciou maior consumo de alimento. Os cuidados são redobrados no manejo de alevinos, devido às baixas temperaturas, ao fornecimento de ração para os peixes em horários determinados e suspensão nos períodos mais frios. Com a chegada do frio, as encomendas de alevinos estão suspensas, devendo ser retomadas somente na entrada da primavera-verão. Em Santa Rosa, foram elaborados projetos de microaçudes do convênio entre Prefeitura e Seapdr.